Tia Geralda

Tia Geralda_capa 3D

 

Tia Geralda, a morte e o gato, novo título da Aquarela Brasileira Livros, apresenta uma extraordinária e cômica personagem do ilustrador, programador visual e poeta Rômulo Garcias

Atenção, apreciadores da requintada arte das tirinhas de humor: o efervescente criatório dos personagens de Rômulo Garcias anuncia a boa nova: nasceu Tia Geralda – senhora de fino traço, hoje, na última etapa de sua vida modesta e bem vivida.

Tia Geralda é uma senhora bem vivida e muito sabida, que no seu dia a dia tenta convencer a morte a esperar mais um pouquinho. Tia Geralda tem jogo de cintura., para ela viver é divertido. E nisso ela esta coberta de razão (apesar de todo dia tentarem nos dizer o contrário)!

“Tia Geralda é uma anti-heroína, cujo poder são a esperteza e a astúcia – para alcançar a vida eterna sem precisar morrer. Com as armas da criatividade, vencer a batalha da sobrevivência. Tornar-se verdadeiramente imortal e não apenas um retrato na parede, uma estrela na calçada da fama.”, segundo aponta Marcelo Xavier no prefácio, ele próprio um escritor e artista plástico criador de obras de rara beleza.

Pois saibam que este é um livro divertido para leitoras e leitoras de todas as idades e para os apreciadores da arte serial, dos quadrinhos, das bandas desenhadas. Mas é preciso destacar que Tia Geralda, a morte e o gato também é um livro para a “boa idade”, novidade absolutamente louvável, pois predominam trabalhos para crianças e jovens. Mas, sem dúvida, toda a família vai gostar da Tia Geralda.

“Pelas cores e pelo humor de Rômulo, observador atento do risível que há em nós, Tia Geralda ganha fôlego para nos divertir sem hora marcada. Pois até a morte pode esperar. É como dizer: liberdade e tempo para quem quer viver! Se os gatos têm sete vidas, desde agora a nossa Tia colorida tem a eternidade.”, comenta Wagner Merije na apresentação da obra.

Rômulo Garcias é responsável pelos textos e pelas imagens, em um casamento perfeito de quem sabe contar histórias e gosta do que faz. Daí surge essa figura, que parece uma tia conhecida de todos nós. E de fato é!

São 67 tirinhas, mas o livro também pode ser lido como uma longa história cheia de sensibilidade e ensinamentos, de tirar lágrimas de alegria e de emoção.

Mineiro de João Monlevade, crescido em Belo Horizonte, Minas Gerais, onde fincou seus pincéis e suas tintas, Rômulo Garcias, 56 anos, é ilustrador e programador visual. Ilustrou publicações da PUC Minas, Escola de Direito Dom Helder Câmara, da Universidade Federal de Ouro Preto e em diversos veículos A CEMIG publicou e distribuiu seu livro LUZ às escolas públicas de Minas Gerais. Em 2014 lançou seu livro de poesia Clandestino. Como o próprio diz, há 38 anos vive de riscos e se diverte com o que cria.

O lançamento no dia 14/08/2018, na Asa de Papel, em Belo Horizonte, contará com participação do Coral da Marilu e performances poéticas.

DADOS DO LIVRO
Título: Tia Geralda, a morte e o gato
Autor: Rômulo Garcias
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Conteúdo: Histórias em quadrinhos, Artes Visuais, Humor, Sátira
Formato: 22 x 7,5 cm
Número de páginas: 140
ISBN: 978-85-92552-10-7
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/tia-geralda

 

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!

Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada. Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

 

40122656_10216793425018927_923737381062836224_n

 

 

Coimbra em palavras

Coimbra em palavras_capas juntas

Coimbra em Palavras, novo título da Aquarela, reúne 34 autoras e autores (de todos os continentes) para celebrar a multifacetada cidade de Coimbra

Coimbra é eterna e misteriosa e aqui é apreciada de forma criativa através das palavras de Poeta G, Rita Gomes, Ricardo Almeida, Élia Ramalho, Raquel Lima, Wagner Merije, Marie Claire De Mattia, Bruno Mendonça, Marina Alexiou, Tiago Miguel Knob, Hérica Jorge, Fábio Lucindo, Elaine Santos, O Urso, Helen Maia, Jairo Fará, Julie-Cerise Gay, Zhang Qinzhe, Aline Ferreira, Vittorio Aranha, Moema Najjar, Rafael Cheniaux, Paula Machava, Sérgio Fagundes, Clara Pereira, Laylla O’Neall

Mais: Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias, Tomás Antônio Gonzaga

Prefácio: José Augusto Cardoso Bernardes
Posfácio: Adriana Calcanhotto

LANÇAMENTOS

A partir de setembro/2018

O livro conta com obras de 34 autoras e autores que nasceram, vivem, viveram e passaram por Coimbra. Participam representantes dos cinco continentes que contam e narram experiências vividas e imaginadas nesta cidade vibrante e cheia de História.

“É um trabalho que prima pela diversidade. Tem um olhar plural sobre Coimbra. É uma celebração à cidade e aos encontros que ela propicia. E também um convite para que o leitor e a leitora conheçam, experimentem e redescubram uma das cidades mais enigmáticas de Portugal e do mundo”, conta o organizador e editor Wagner Merije, que também participa como autor.

A capa dialoga com a arquitetura, as personagens e os encantos da cidade e é assinada pela artista Élia Ramalho, também autora.

O prefácio é de José Augusto Cardoso Bernardes, Professor de Literatura Portuguesa na Faculdade de Letras de Coimbra e Diretor da Biblioteca Geral da Universidade.

O posfácio é de Adriana Calcanhotto, cantora, compositora, escritora e Embaixadora da Língua Portuguesa da Universidade de Coimbra.

A maioria dos autores é de personagens vivos. As exceções são os escritores Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias e Tomás Antônio Gonzaga.

A cidade
Coimbra é uma cidade inesquecível. Não há como não se sentir dentro da história quando por suas ruas caminhamos, não há como não nos impressionarmos com suas belezas, com sua interminável galeria de ilustres. Isso sem falar na Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, Património Mundial da Humanidade.

Por essas e outras, é preciso cantar essa cidade em versos e prosa, e é isso que fazem essas vozes, essas escritoras e escritoras de vários países, de todos os continentes.

Esta é uma oportunidade de descobrir a cidade por outros ângulos, por dentro de seus labirintos, a provar de seus sabores, a desvendar seus segredos, a viver próximo de sua alma, com direito a noites de fado, a dias primaveris, brindes e revelações inusitadas.

Coimbra são muitas e aqui ela é dissecada com coragem e com paixão por quem a experimenta e a experimentou em suas múltiplas dimensões. São poemas, contos, crônicas (e imagens) que mostram suas belezas, cutucam suas feridas e cicatrizes e falam abertamente sobre o impacto que a cidade e sua gente tem na alma e no coração de quem por aqui passa e vive.

“Esta publicação pode ser vista como uma retribuição à cidade e à Academia. Na ampla diversidade dos textos que a compõem, Coimbra tem também uma oportunidade rara de se ver refletida nesse espelho especialmente verdadeiro que é a Literatura”, declara José Augusto Cardoso Bernardes.

Adriana Calcanhotto enfatiza: “Já não sei dizer se os textos me tocaram porque a cidade me toca, só sei que li o livro de uma vez, com total identificação, já que o tempo todo essa cidade propõe as questões que estão aqui, todas elas e ainda mais, de muitos modos e jeitos e estilos e tempos. É um belíssimo retrato do quanto essa cidade sabe provocar almas de poetas.”

Monumento do passado eterno, berço de nascimento de seis reis de Portugal, velha capital de Portugal, potente sítio do saber com sua histórica Universidade, Coimbra é uma cidade em constante movimento e renovação. “É essa, principalmente, a Coimbra que está aqui neste livro: memórias, afetos, significados e vivências de pessoas que atravessaram terras e mares e juntos aqui escrevem algumas páginas como testemunhas do tempo agora e sempre”, completa Merije.

Coimbra em Palavras faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros, editora sediada em São Paulo e que chega agora a Portugal, que apresenta histórias afetivas de cidades, estados e países, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, esquinas e bares

DADOS DO LIVRO
Título: Coimbra em palavras
Autores: 34
Organizador: Wagner Merije
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Conteúdo: Prosa, Poesias, Crônicas, Memórias, Imagens
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 168
ISBN: 978-85-92552-09-1
Depósito legal: 443601/18
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!

Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada. Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

www.facebook.com/aquarelabrasileira

faleaquarela@gmail.com