Literaturas de Portugal e Brasil – Encontros e Diálogos

Literaturas de Portugal e Brasil_convite2

Uma conversa com autores e editores que trabalham com literatura nos dois países, sobre suas experiências e as possibilidades de expansão do intercâmbio cultural entre Portugal e Brasil.

Com José Santos, Wagner Merije, Hélder Grau Santos e Carlos Seabra.

Data: 10/12/12019

Local: Casa de Portugal -Av. da Liberdade, 602 – São Paulo/Brasil

Horário: das 19h às 21h

Entrada franca

 

Homenagem ao centenário do poeta João José Cochofel

Na primeira hora, conversa com o público, seguido de lançamento dos livros:

Breve, de João José Cochofel, antologia organizada por Sofia Cochofel Quintela, com prefácio do poeta e crítico literário António Carlos Cortez

Infâncias, de José Santos e José Jorge Letria +

Psyché e Hamlet vão para Hodiohill, de Wagner Merije

Os Segundos Nomes, de Anthony Clown

Origem e Ruína, de Paulo Branco Lima

Coimbra em palavras (34 autoras e autores), com prefácio de José Augusto Cardoso Bernardes, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e posfácio de Adriana Calcanhotto

 

Uma realização em parceria com o Consulado de Portugal em São Paulo e Casa de Portugal em São Paulo

 

Breves notas biográficas dos participantes

João José Cochofel nasceu em Coimbra em 1919, no seio de uma família aristocrática e profundamente acolhedora de toda uma geração de escritores que vieram a integrar vários movimentos literários, dos quais se destaca o neo-realista. Devido às suas posições antifascistas, foi perseguido pela PIDE o que não o impediu de ser um dos organizadores do Novo Cancioneiro e fazer parte do grupo fundador das revistas AltitudeVérticePresençaSeara Nova e Gazeta Musical e de Todas as Artes,nas quais colaborou não só como poeta mas, também, como crítico literário e musical. Foi director da Academia dos Amadores de Música de Lisboa e da Sociedade Portuguesa de Escritores. Publicou Instantes (1937), Búzio (1940), Sol de Agosto (1941), Os Dias Íntimos (1950), Iniciação Estética (1958), Quatro Andamentos (1966), 46. ° Aniversário (1966), Uma Rosa no Tempo (1970), O Bispo de Pedra (1975), Críticas e Crónicas (1982), Obra Poética (1988),Opiniões Com Data (1990), Iniciação Estética Seguida de Críticas e Crónicas (1992). Morreu em 1982, vítima de doença degenerativa, deixando incompleto o Grande Dicionário da Literatura Portuguesa e de Teoria Literária, obra que organizou e dirigiu desde o início da sua publicação, em colaboração com Octávio Augusto Quintela.

José Santos escreve livros para crianças e jovens.  Já publicou cerca 50  livros, sendo que oito deles tratam do intercâmbio Brasil-Portugal, com Quadrinhas para miúdos, Viagem às terras de Portugal, As aventuras do cavaleiro Palmeirim de Inglaterra. Já foi premiado com o Jabuti, com a obra A Divina Jogada. Recebeu da Fundação Nacional do Livro Infantojuvenil- FNLIJ em 2018, o prêmio de Melhor Livro em Língua Portuguesa, pelo livro Infâncias – daqui e de além mar, escrito com o português José Jorge Letria.

Carlos Seabra é escritor, nascido em Lisboa e radicado em São Paulo. Editor de publicações e produtor de conteúdos de multimídia e internet, consultor e coordenador de projetos de tecnologia educacional e redes sociais. Autor de vários livros, entre eles Haicais e Quetais e Pequenas Histórias sem fim.

Wagner Merije é doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É autor de uma série de ensaios e artigos sobre literaturas de língua portuguesa, inglesa e grega. Publicou os livros Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Mexidinho (2017), Cidade em transe (2015), Viagem a Minas Gerais (2013), Torpedos (2012), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013, e Turnê do Encantamento (2009); organizou, editou e prefaciou mais de duas dezenas de livros, entre os quais estão obras de Fernando Pessoa, Camões, Camilo Pessanha e João José Cochofel, e títulos como Coimbra em palavras (2018), Coimbra em imagens (2019), São Paulo em palavras (2016), São Paulo em imagens (2017), Trinta Anos-Luz – Poetas celebram 30 anos de Psiu Poético (2016) e Pelas periferias do Brasil vol. 6 (2016).

Hélder Grau Santos (criador de heterónimos como Anthony Clown, Asa de Borboleta, Grau, Poeta G, O Urso) é escritor, poeta, músico e professor, nascido em Coimbra, Portugal. Autor dos livros de poesia Aparato Nulo (edição de Autor, 1998), Agora que chegaste, volume 1 ( Edições Caixa de Sapatos, 2003), Agora que chegaste, volume 2 (Edições Caixa de Sapatos, 2004), Outra Distância (Edição Baú dos Sonhos, 2008); participação na antologia Coimbra em Palavras (Aquarela Brasileira Livros, 2018) com os heterónimos Poeta G e O Urso. Autor e co-autor dos textos para teatro: A Louquíssima Trindade (2002), L’Énfant Possible (2005), Pedra Preciosa I e II (2010-2013), O Sótão (2017). Na área musical apresentou os seguintes álbuns The Grau – Mui Solo (coletânea 1995-2015. Edições Pirata), The Grau!!! – Co-Existências (Edições Pirataº, 1999-2005), The Grauº – 13 (Edições Theº, 2013).

Paulo Branco Lima é escritor, ator, performer, investigador literário e produtor cultural. Licenciado em Jornalismo e Mestre em Literatura de Língua Portuguesa pela Universidade de Coimbra, publicou os romance Origem e Ruína (Chiado Editora, 2013) e Peregrinação Crioula (Aquarela Brasileira Livros, 2019) Enquanto autor, fomenta alicerces nas obras de William Faulkner, Camilo Castelo Branco, Pepetela, Vitorino Nemésio e Guimarães Rosa. Membro do Centro de Literatura Portuguesa da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, é colaborador regular da Revista de Estudos Literários e das publicações angolanas O Chá e Jornal Cultura. O seu trabalho foi destacado por vários veículos de comunicação em Portugal e África. Na atualidade exerce funções de produtor executivo no equipamento cultural Convento São Francisco, em Coimbra.

 

Informações e contatos

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

faleaquarela@gmail.com

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


5 + dois =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>