Arquivo da tag: FLUC

Conhece-te a ti mesmo_Wagner Merije

Conhece-te a ti mesmo_capa promo

Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e Práticas à Procura de Novas Primaveras, de Wagner Merije, elabora questões sobre educação, comportamento humano, justiça, equidade, descolonização da mente e propõe ações para construir o futuro

Esta obra inaugura a coleção Educação, Pensamento & Ação, que pretende apresentar aos leitores jovens e aos maduros questões importantes e que precisam ser melhor debatidas em busca de soluções conjuntas para o bem do coletivo. “A educação necessita tanto de forma técnica e científica como de Humanidades, sonhos e utopias”, e Paulo Freire estava certo também quando disse que “ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo”.

Wagner Merije, autor desta obra e criador e editor da coleção, inicia trazendo-nos palavras dos oráculos, essa ponte entre o ser, o vir a ser e o pode ser.
“Os seres humanos estão confusos, tremem perante os monstros que criaram e parecem não entender de onde vieram, com quem compartilham o mundo e para onde vão” – não é isto uma perfeita síntese do mundo em que vivemos, com malévolos vírus, pérfidos governantes e escusos interesses?

Para obter algumas pistas, Wagner Merije visita os oráculos e faz interessantes analogias, identificando-se com estas figuras descritas nos mitos, como aqueles que se situavam entre os dois mundos, o terreno, limitado, e o eterno, ilimitado.
Daí o título do livro, recordando a citação do templo de Apolo em Delfos, “conhece-te a ti mesmo”. Tal como o seu inquisidor, o oráculo é um pensador de ação, “pensamentos exigem práticas”, profetiza. E enumera algumas propostas, a título de exemplo.

Sem uma determinada organização e elevado instinto de justiça e solidariedade, muitas vidas continuarão sendo perdidas. Ao mesmo tempo, somos seres plurais, o universo é composto de muitas vidas, e só o respeito mútuo permitirá a comunhão dessas vidas no Planeta Terra. Daqui a um tempo muitos de nós recordarão que houve um grande período de confinamento e que bilhões de pessoas foram obrigadas a parar, observar e refletir sobre o mundo e a vida. Trancados em casa por dias e dias (quem pôde, enfim), muita gente se viu a mensurar o valor das amizades, das companhias, da simplicidade, ao invés de contar quantas roupas ou sapatos, quantos carros ou privilégios que o dinheiro poderia comprar.

Eis um convite para ler estas páginas e refletir a sério sobre questões fundamentais, que vão de encontro ao desejo ou ao projeto de rever pensamentos e práticas, linguagens e atitudes. Aguardemos que elas tragam tempos menos cinzas e isolados. As novas primaveras.

O dia escolhido para apresentação da obra é o dia 05 de Maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa.

O e-book encontra-se disponível para o público geral através de download gratuito no link www.aquarelabrasileira.com.br/conhece-te-a-ti-mesmo_wagner-merije: Conhece-te a ti mesmo_Wagner Merije_ebook

Ajude a divulgar este livro entre seus amigos e suas redes de contatos. Partilhe! Que o conhecimento circule livre e acessível para tod&s.

SOBRE O AUTOR
Wagner Merije (Wagner Rodrigues Araújo) é educador, jornalista, escritor, editor, gestor cultural e criador multimedia envolvido com projetos ligados à cultura, educação, meio ambiente e cidadania. Suas reflexões sobre a condição humana vêm aparecendo nos últimos anos em livros, filmes, discos, exposições, peças de teatro e dança, e em conversas e palestras ao redor do mundo. É investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Escreve para adultos, jovens e crianças e publicou diversos livros, incluindo O Cotovelo Kovid (2020), Psyche & Hamlet vão para Hodiohill (2019), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Viagem a Minas Gerais (2012), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 na categoria Educação, Torpedos (2011), Turnê do Encantamento (2009), dentre outros. Organizou e editou dezenas de livros, entre os quais estão obras de Fernando Pessoa, Luís Vaz de Camões, Florbela Espanca, Mário Sá-Carneiro, Camilo Pessanha, João José Cochofel, e títulos como Propostas Novas para Novos Mundos, Coimbra em palavras, Coimbra em imagens, São Paulo em palavras, São Paulo em imagens, Pelas periferias do Brasil: vol. VI, dentre outros.  www.merije.com.br

DADOS DO LIVRO
Título: Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e práticas à procura de novas primaveras
Autor: Wagner Merije
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Gênero: Educação, Ensaio
Formato: 11,5 x 15,5 cm
Número de páginas: 52
ISBN: 978-65-86867-08-4
DL: 482521/21
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/conhece-te-a-ti-mesmo_wagner-merije
Encomendas livro impresso: faleaquarela@gmail.com

Conheça nosso catálogo em
www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

 

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!
Brasil – Portugal
www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

Coimbra em imagens

 

Coimbra em imagens_capa

Coimbra em imagens, novo título da Aquarela Brasileira Livros, reúne 22 nomes e uma belíssima coleção de imagens

Coimbra na visão de Joana Vila Nova, Alexandre Moutinho, Kareen Terenzzo, Zhang Qinzhe, Ana Baptista, Wagner Merije, Felipe Vieira, Mauro Costa Couceiro, Marcela Uchoa, Mick Maxwell, Isabela Bentes, Bruno Mendonça, Susana Elaine, Lucerna do Moco, Rita Gomes, Jairo Fará, Ana Albuquerque e Aguilar, Frederico Ramalho Biscaia, Sónia Gonçalves Nunes, Hérica Jorge Pinheiro, Elizabeth Gomes, Bruno Pedro Simões

Coimbra em imagens_capa3d

É hora e vez de se deixar transportar para dentro da Coimbra de mil faces, de se deixar emocionar de forma múltipla, de maneira generosa, como se fosse sempre a primeira mirada. Eis uma belíssima coleção de 156 fotografias diferentes a provar que a beleza existe e persiste em vários ângulos.

“Este livro surgiu da vontade de revelar novos olhares sobre Coimbra (distrito e concelho). Trata-se de um livro de livres expressões, que prima pela diversidade, composto por imagens interessantes para ver e rever sobre Coimbra cenário de tantas histórias. Afetivo, criativo, crítico, contempla registros do instante pelo olhar de quem vê o mundo com olhos curiosos, por quem se deixa inebriar de visões e sentidos.”, conta o organizador e editor da obra, Wagner Merije, doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Participam nativos e nativas de Coimbra, portugueses e portuguesas de outros cantos e ilhas e gente de países diversos do globo, entre artistas, estudantes, ex-estudantes, pesquisadores e outros membros da comunidade da UC, bem como pessoas que escolheram Coimbra para viver e trabalhar. São fotógrafos e fotógrafas experimentados e também amadores, que têm em comum o gosto de fotografar e modos especiais de ver o mundo.

Assim, Coimbra e suas múltiplas paisagens, que vão do urbano ao rural, passando pelas quintas, aldeias, vilas, serras, rios e mar, se tornam ainda mais encantadoras. “No ritmo frenético de nossos dias atuais, é preciso ter calma para olhar e ver. O interessante é que no livro as imagens ganham o espaço da eternidade. Aqui se pode ver, perceber, pensar, sentir, fantasiar. E não só. Aos que se interessam pelos lugares, espaços, pessoas, pela Geografia, História, Arquitetura, Humanidades, pela riqueza escondida, este é um convite ao deleite!”, acrescenta Wagner Merije, que também é jornalista e escritor.

Talvez a maior riqueza deixada por esse encontro de criadores de imagens seja a importância de afirmarmos a diversidade existente nas ruas, as inúmeras possibilidades de olhar, ler e interpretar a vida e a dinâmica dos sítios de forma criativa e subversiva, reconstruindo assim um novo lugar a cada momento.

Aos distraídos, os detalhes nunca antes percebidos serão reveladores. Temos em mãos mais uma possibilidade de interpretação de signos que estão aí, vivos, prontos para tocar o coração de cada um, com suas particularidades e contradições.

A Apresentação, o Prefácio e o texto da contracapa do livro contam com versões em português e inglês, de modo a facilitar o acesso aos estrangeiros. “Nesse jogo de revelações e mistérios por serem revelados, ao nos deparamos com um conjunto de imagens tão belas e enigmáticas como essas nesse livro, percebemos que muito temos a refletir. Henri Cartier-Bresson uma vez disse: ‘Fotografar, é colocar na mesma linha, a cabeça, o olho e o coração.’”, complementa Merije.

Coimbra em imagens faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros que pretende olhar de forma diferente e afetiva para os lugares, cidades, países e continentes, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, apartamentos, esquinas e bares.

 

DADOS DO LIVRO
Título: Coimbra em imagens
Autores: 22 fotógrafos/as
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Gênero: Fotografia
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 148
ISBN: 978-85-92552-13-8
DL: 457103/19
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-imagens
Encomendas: faleaquarela@gmail.com

 

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!

Brasil – Portugal

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

www.facebook.com/aquarelabrasileira

faleaquarela@gmail.com

Coimbra Cidade Livro Aberto

 

Oh! Safo_Foto Wagner Merije

A mostra fotográfica COIMBRA CIDADE LIVRO ABERTO – CAMINHOS DA PALAVRA revela um pouco de Coimbra através das imagens e suas entrelinhas.

Um descortinar de olhares sensíveis e visões particulares.

Participam Felipe Vieira, Marcela Uchoa, Mick Maxwell, Susana Eliane, Bruno Macêdo Mendonça, Ana Baptista, Wagner Merije

“O verdadeiro fotógrafo, como de resto qualquer artista, deve escolher o caminho com o coração e nele viajar incansalvemente, contemplando como pessoa inteira tudo o que é vivo. Absolutamente íntegro, sem propósito alcançar, sem submissão a regras e fórmulas, sem necessidade de parecer brilhante ou original, só assim autêntico e livre pode captar o espírito criador em movimento. Aquele que mergulha na viagem do ver tem que estar com as portas da percepção sempre abertas, sabe que diante do eterno precisa esquecer de si próprio. A criação é o que importa, caminho de conhecimento, poderosa arma de encontrar o mundo. O ato criativo é contínuo e sem fim, a prática sempre renovada de contemplar humaniza a visão, anula verdades, permite a inventividade, realça o eu interior. A recompensa é a experimentação mística do encontro com a beleza. O fotógrafo sente neste momento fulgaz algo parecido com o satori zen budista, um momento de revelação, um indefinido e maravilhoso prazer. Nessa respeitosa relação consigo mesmo, o fotógrafo cria algo de original com espontaneidade e fluência, o observador se confunde com a coisa observada, o vazio se instaura, o que estava contido volta a pulsar, o que antes era pressentimento agora é realização. A pureza do seu diálogo, por mais fotos que faça, por mais poeira que tire dos olhos, continuará andando solitário com sua câmera, mas ele também sabe que está aprendendo outra arte bem maior, a arte de não ser coisa alguma, de não ser mais que o nada, de dissolver a si próprio no vazio entre o céu e a terra.”

Fernando Pessoa

 

LOCAL: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Entrada do Anfiteatro III – 4º Piso

DATA: De 05/04/2019 a 30/04/2019

21ª Semana Cultural da UC – Caminhos

Agradecimentos: Universidade de Coimbra, Equipa da Semana Cultural da UC, FLUC, colaboradores e amigos.

Idealização: Aquarela Brasileira Multimedia

Veja o vídeo aqui: http://noticias.uc.pt/multimedia/videos/coimbra-cidade-livro-aberto-caminhos-da-palavra-uma-exposicao-para-ver-na-fluc