Arquivo da tag: literatura

Coimbra em palavras na Fundação José Saramago

 

 

Coimbra em palavras+Saramago

O próximo lançamento e apresentação do livro chega com muito gosto e honra ao templo da Fundação José SaramagoCasa dos Bicos, na Rua dos Bacalhoeiros, 10 – 1100-135, (que logo passará a se chamar Largo José Saramago),

Anote na agenda: sábado da graça, 02 de fevereiro, na luminosa Lisboa, das 15h às 18h.

Estejam todas e todos convidados para nosso recital da diversidade acompanhado de muitos sorrisos, guitarra acústica e uma boa conversa.

E viva o humanista José Saramago! E celebremos para sempre o escritor José Saramago!

Coimbra em Palavras reúne 34 autoras e autores (de todos os continentes) para celebrar a multifacetada cidade de Coimbra

Coimbra é eterna e misteriosa e aqui é apreciada de forma criativa através das palavras de

Poeta G, Rita Gomes, Ricardo Almeida, Élia Ramalho, Raquel Lima, Wagner Merije, Marie Claire De Mattia, Bruno Mendonça, Marina Alexiou, Tiago Miguel Knob, Hérica Jorge, Fábio Lucindo, Elaine Santos, O Urso, Helen Maia, Jairo Fará, Julie-Cerise Gay, Zhang Qinzhe, Aline Ferreira, Vittorio Aranha, Moema Najjar, Rafael Cheniaux, Paula Machava, Sérgio Fagundes, Clara Pereira, Laylla O’Neall
mais
Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias, Tomás Antônio Gonzaga

Prefácio: José Augusto Cardoso Bernardes

Posfácio: Adriana Calcanhotto

 

LANÇAMENTOS/APRESENTAÇÕES

02/02/2019 – Fundação José SaramagoCasa dos Bicos
Rua dos Bacalhoeiros, 10 – 1100-135

Lisboa - Das 15h às 18h

15/11/2018 – Liquidâmbar – Praça da República nº28 1º – Coimbra

13/10/2018 – Livraria Tigre de PapelRua de Arroios 25, Lisboa

02/10/2018 – Casa da Escrita – R. João Jacinto 8 – Coimbra

 

Saiba mais: www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras 

Aquarela Brasileira no Mercado de Inverno da Casa das Artes

Mercado de Inverno_Casa das Arte BB_Coimbra_081218

A Aquarela Brasileira Livros marca presença no Mercado de Inverno da Casa das Artes Bissaya Barreto
Sábado, 8 de dezembro de 2018, de 16h a 21h
Avenida Sá da Bandeira 83, 3000-351
Coimbra – Portugal

Coimbra em palavras + O cárcere de Newton @ Liquidambar

Foi uma noite memorável, mágica, onde as pessoas foram abençoadas pela poesia e pela literatura da diversidade!

Apresentação dos livros “Coimbra em Palavras” e “O cárcere de Newton e outros contos“, publicados pela Aquarela Brasileira Livros.

Dia 15/11/2018 – Quinta -feira – A partir das 20h30
Liquidâmbar
Praça da República nº28 1ºandar
3000-343 Coimbra – Portugal

Saiba mais:
COIMBRA EM PALAVRAS
www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras

O CÁRCERE DE NEWTON E OUTROS CONTOS
www.aquarelabrasileira.com.br/o-carcere-de-newton-e-outros-contos

Fotos: Carlos Dias

O cárcere de Newton e outros contos

“O cárcere de Newton e outros contos” aposta em estratégias insólitas para tentar desvendar as várias faces do ser humano

O cárcere de Newton e outros contos é um petardo. É uma aposta literária. Tem mistério, tem graça, tem agilidade, é cômico, é insólito, é surreal. Em alguns momentos aponta uma ruptura com o mundo tal como ele nos é dado, em uma fronteira entre o improvável e o costumeiro. Este é o tempo dos eventos sensíveis. A racionalidade ficcional está em aberto neste livro, há um embate entre o universo tradicional dos contos fantásticos e o mundo moderno do realismo. Precisa de mais motivos para você lê-lo?

Os contos, ensaios e poemas de Bruno Macêdo Mendonça vêm obtendo ampla aceitação na esfera de divulgação tipicamente pós-moderna. Desde de 2015 – quando o autor começou a desengavetar antigos escritos e a direcionar suas energias para a produção literária –, inovadores, criativos e conscienciosos periódicos eletrônicos, tanto brasileiros quanto portugueses, têm publicado seus textos, contribuindo, decerto, para a evolução de sua carreira, mas também para o fortalecimento, a projeção e a democratização das letras e da língua portuguesa.

A experiência da leitura é única e fascinante, as sensações diversas e múltiplas. Entre a realidade das situações no livro tramadas e a ficção estilística do autor, restará a dúvida e o riso alto ao se completar a leitura de O cárcere de Newton e outros contos.

André Balbo, editor da revista literária Lavoura, escritor e curador, aponta no prefácio que o livro é “uma oportunidade de ler o mundo a partir de lentes incomuns, oblíquas – essa sim uma tarefa obscura, a julgar por nossa adição insípida por aquilo a que chamamos realidade, refém de protocolos e burocracias pachorrentas, que nos impedem de cavoucar os mecanismos não ditos.” E vai além: “Bruno Macêdo Mendonça é daqueles autores que busca contradizer os diversos “materialismos prosaicos” aos quais nos amoldamos, retorcendo as trivialidades e liberando os possíveis…”

Nas palavras de Jorge Pereira, Editor-Chefe da Philos – Revista de Literatura da União Latina, “nota-se que no Cárcere de Newton, embora presente sua habitual postura crítica, os ídolos sob a mira do escritor são a objetividade do real e a unidade do eu cartesiano. Com escrita perspicaz, o autor remove ruídos de nossa atmosfera institucional e executa um mergulho no ser, sem olvidar a problemática de sua interação com o mundo externo. Bruno detém essa louvável capacidade de aperfeiçoamento artístico, mantendo compromisso inafastável com a precisão e qualidade do texto.”

Bruno Macêdo Mendonça (Recife, 1979) é escritor, autor da coletânea de contos Trôpegos visionários e do romance Liberdade, lançamentos da Editora Kazuá. Estudioso das múltiplas facetas do insólito na narrativa curta, desenvolve atualmente sua pesquisa no Doutoramento em Línguas Modernas: Culturas, Literaturas e Tradução, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É também colunista e curador da Revista Philos. Tem textos seus publicados em meios literários diversos, de que são exemplos: Revista Gueto; Marina Tambalo: Crítica e Literatura; Plástico Bolha; A Mão de Safo; Revista Desenredos; Jornal O Relevo; Revista Enfermaria 6 e Revista Subversa. Este livro é o segundo projeto em parceria com a Aquarela Brasileira Livros, tendo o autor publicado, no segundo semestre de 2018, narrativas suas na obra coletiva Coimbra em palavras, do mesmo selo editorial.

DADOS DO LIVRO
Título: O cárcere de Newton e outros contos
Autores: Bruno Macêdo Mendonça
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Conteúdo: Contos; Contos fantásticos; Realismo; Prosa
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 114
ISBN:978-85-92552-11-4
Depósito legal: 446998/18
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/o-carcere-de-newton-e-outros-contos
Encomendas: faleaquarela@gmail.com

 

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!

Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada. Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

Coimbra em palavras e o lançamento em Lisboa

Coimbra em Palavras em Lisboa - Foto: @partilheconteudo
Coimbra em Palavras em Lisboa – Foto: @partilheconteudo

Coimbra em palavras – Lançamento em Lisboa (malta)

 

Coimbra em palavras Lançamento em Lisboa + Wagner Merije

Vídeos: @partilheconteudo

 

Fotos: Júlia Zuza

 

Fotos: Erick Morris

 

Fotos: Arquivo Geral

 

Coimbra em Palavras reúne 34 autoras e autores (de todos os continentes) para celebrar a multifacetada cidade de Coimbra

LANÇAMENTO EM LISBOA
13/10/2018 – Livraria Tigre de Papel – Rua de Arroios 25, 1150-053

Coimbra é eterna e misteriosa e aqui é apreciada de forma criativa através das palavras de Poeta G, Rita Gomes, Ricardo Almeida, Élia Ramalho, Raquel Lima, Wagner Merije, Marie Claire De Mattia, Bruno Mendonça, Marina Alexiou, Tiago Miguel Knob, Hérica Jorge, Fábio Lucindo, Elaine Santos, O Urso, Helen Maia, Jairo Fará, Julie-Cerise Gay, Zhang Qinzhe, Aline Ferreira, Vittorio Aranha, Moema Najjar, Rafael Cheniaux, Paula Machava, Sérgio Fagundes, Clara Pereira, Laylla O’Neall

mais
Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias, Tomás Antônio Gonzaga

Prefácio: José Augusto Cardoso Bernardes

Posfácio: Adriana Calcanhotto

Coimbra em Palavras faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros, editora sediada em São Paulo e que chega agora a Portugal, que apresenta histórias afetivas de cidades, estados e países, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, esquinas e bares

Saiba mais em www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras

 Para comprar o livro, faça contato: faleaquarela@gmail.com

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!
Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada.
Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

Coimbra em palavras na Casa da Escrita

Foi uma noite de aprendizado, descobertas, revelações e trocas muito positivas a apresentação do livro COIMBRA EM PALAVRAS na Casa da Escrita, endereço especial da literatura na cidade de Coimbra.

Foi no dia 02/10/2018, na bela casa situada na Rua João Jacinto 8,  na parte antiga da antiga capital de Portugal.

A abertura foi pelo anfitrião da casa, poeta João Rasteiro.

Na sequência foi a vez do Professor Dr. José Augusto Cardoso Bernardes, Professor Catedrático da da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Diretor da Biblioteca Geral da Universidade, situar a obra no panorama da criação literária coimbrã.

A artista responsável pela capa, Élia Ramalho, focou sua exposição na análise do trabalho e de sua participação como autora.

Wagner Merije, organizador da obra, em seguida falou sobre o trabalho de juntar escritoras e escritores de vários países neste livro  coletivo, diversificado, rico.

Para abrilhantar ainda mais a noite, autoras e autores fizeram um emocionante recital, para alegria das muitas pessoas presentes.

 

Fotos: Carlos Dias

Saiba mais em: www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras

 Para comprar o livro, faça contato: faleaquarela@gmail.com

 

 

 

Aquarela Brasileira Livros

Livros são Incríveis! A gente ama!

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

www.facebook.com/aquarelabrasileira

faleaquarela@gmail.com

Coimbra em palavras

Coimbra em palavras_capas juntas

Coimbra em Palavras, novo título da Aquarela Brasileira Livros, reúne 34 autoras e autores (de todos os continentes) para celebrar a multifacetada cidade de Coimbra

Coimbra é eterna e misteriosa e aqui é apreciada de forma criativa através das palavras de Poeta G, Rita Gomes, Ricardo Almeida, Élia Ramalho, Raquel Lima, Wagner Merije, Marie Claire De Mattia, Bruno Mendonça, Marina Alexiou, Tiago Miguel Knob, Hérica Jorge, Fábio Lucindo, Elaine Santos, O Urso, Helen Maia, Jairo Fará, Julie-Cerise Gay, Zhang Qinzhe, Aline Ferreira, Vittorio Aranha, Moema Najjar, Rafael Cheniaux, Paula Machava, Sérgio Fagundes, Clara Pereira, Laylla O’Neall

Mais: Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias, Tomás Antônio Gonzaga

Prefácio: José Augusto Cardoso Bernardes
Posfácio: Adriana Calcanhotto

O livro conta com obras de 34 autoras e autores que nasceram, vivem, viveram e passaram por Coimbra. Participam representantes dos cinco continentes que contam e narram experiências vividas e imaginadas nesta cidade vibrante e cheia de História.

“É um trabalho que prima pela diversidade. Tem um olhar plural sobre Coimbra. É uma celebração à cidade e aos encontros que ela propicia. E também um convite para que o leitor e a leitora conheçam, experimentem e redescubram uma das cidades mais enigmáticas de Portugal e do mundo”, conta o organizador e editor Wagner Merije, que também participa como autor e é doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

A capa dialoga com a arquitetura, as personagens e os encantos da cidade, e é assinada pela artista Élia Ramalho, também autora e doutoranda na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

O prefácio é do Dr. José Augusto Cardoso Bernardes, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Diretor da Biblioteca Geral da Universidade.

O posfácio é de Adriana Calcanhotto, cantora, compositora, escritora e Embaixadora da Língua Portuguesa da Universidade de Coimbra.

A maioria dos autores é de personagens vivos. As exceções são os escritores Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias e Tomás Antônio Gonzaga.

A cidade
Coimbra é uma cidade inesquecível. Não há como não se sentir dentro da história quando por suas ruas caminhamos, não há como não nos impressionarmos com suas belezas, com sua interminável galeria de ilustres. Isso sem falar na Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, Património Mundial da Humanidade.

Por essas e outras, é preciso cantar essa cidade em versos e prosa, e é isso que fazem essas vozes, essas escritoras e escritoras de vários países, de todos os continentes.

Esta é uma oportunidade de descobrir a cidade por outros ângulos, por dentro de seus labirintos, a provar de seus sabores, a desvendar seus segredos, a viver próximo de sua alma, com direito a noites de fado, a dias primaveris, brindes e revelações inusitadas.

Coimbra são muitas e aqui ela é dissecada com coragem e com paixão por quem a experimenta e a experimentou em suas múltiplas dimensões. São poemas, contos, crônicas (e imagens) que mostram suas belezas, cutucam suas feridas e cicatrizes e falam abertamente sobre o impacto que a cidade e sua gente tem na alma e no coração de quem por aqui passa e vive.

“Esta publicação pode ser vista como uma retribuição à cidade e à Academia. Na ampla diversidade dos textos que a compõem, Coimbra tem também uma oportunidade rara de se ver refletida nesse espelho especialmente verdadeiro que é a Literatura”, declara José Augusto Cardoso Bernardes.

Adriana Calcanhotto enfatiza: “Já não sei dizer se os textos me tocaram porque a cidade me toca, só sei que li o livro de uma vez, com total identificação, já que o tempo todo essa cidade propõe as questões que estão aqui, todas elas e ainda mais, de muitos modos e jeitos e estilos e tempos. É um belíssimo retrato do quanto essa cidade sabe provocar almas de poetas.”

Monumento do passado eterno, berço de nascimento de seis reis de Portugal, velha capital de Portugal, potente sítio do saber com sua histórica Universidade, Coimbra é uma cidade em constante movimento e renovação. “É essa, principalmente, a Coimbra que está aqui neste livro: memórias, afetos, significados e vivências de pessoas que atravessaram terras e mares e juntos aqui escrevem algumas páginas como testemunhas do tempo agora e sempre”, completa Merije.

Coimbra em Palavras faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros que apresenta histórias afetivas de cidades, estados e países, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, esquinas e bares

DADOS DO LIVRO
Título: Coimbra em palavras
Autores: 34
Organizador: Wagner Merije
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Conteúdo: Prosa, Poesias, Crônicas, Memórias, Imagens
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 168
ISBN: 978-85-92552-09-1
Depósito legal: 443601/18
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras
Encomendas: faleaquarela@gmail.com

 

LANÇAMENTOS/APRESENTAÇÕES

02/02/2019 – Fundação José Saramago – Casa dos Bicos

Rua dos Bacalhoeiros, 10 – 1100-135

Lisboa - Das 15h às 18h

15/11/2018 – Liquidâmbar – Praça da República nº28 1º – Coimbra

13/10/2018 – Livraria Tigre de PapelRua de Arroios 25, Lisboa

02/10/2018 – Casa da Escrita – R. João Jacinto 8 – Coimbra

 

 

Aquarela Brasileira Livros
Livros são Incríveis! A gente ama!

Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada. Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

Brasil – Portugal

Pedaladas Poéticas em Brasília

Flyer Pedaladas_300118_Sebinho_Brasília

Nesta terça-feira, dia 30/1, às 19h30, no Sebinho, na 406 norte, teremos o sarau de lançamento da antologia “Pedaladas Poéticas”, organizada por Aroldo Pereira e Wagner Merije, e lançada pela Aquarela Brasileira Livros em outubro de 2017.

O evento conta com a presença de vários autores participantes no livro, como Aroldo Pereira, poeta, ativista cultural e idealizador do Psiu Poético, o mais antigo festival de poesia do país, que acontece todos os anos em Montes Claros (MG), poetas residentes na capital federal, como Noélia Ribeiro, Sóter e Tércio Ribas Torres, além de nomes de outros estados, como João Diniz, Marli Fróes, Brenda Marques Pena, entre outros.

A palavra será aberta também aos presentes. Até lá!

E saiu no Correio Braziliense em 30/01/18 (Caderno Diversão & Arte):
Pedaladas Poéticas_Correio Braziliense_300118

Confira algumas fotos

São Luís em palavras

São Luís em palavras_capa 3D

São Luís em Palavras, novo título da Aquarela Brasileira Livros, apresenta uma visão ampla e multifacetada da capital maranhense na visão de 33 autores

LANÇAMENTO

Dia 17/11/2017, às 19h

FELIS – Feira do Livro de São Luís

Casa do Maranhão

São Luís pelas palavras, lentes e artes de Ana Borges, Andréa Oliveira, Aluísio Azevedo, Bruno Azevêdo, Bruna Castelo Branco, Celso Borges, Deborah Baesse, Diego Dourado, Dyl Pires, Eduardo Júlio, Ed Wilson Araujo, Félix Alberto Lima, Fernando Abreu, João Lisboa, Joãozinho Ribeiro, Joaquim Haickel, José Ewerton, José Nascimento Moraes, José Reinaldo Martins, Júlia Emília, Lissandra Leite, Luciana Martins, Luís Augusto Cassas, Luís Inácio, Márcio Vasconcelos, Marilda Mascarenhas, Otávio Rodrigues, Ricardo Leão, Ricarte Almeida, Sérgio Habibe, Talita Guimarães, Wilson Marques e Zema Ribeiro

São Luís em Palavras faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros, editora sediada em São Paulo, que apresenta histórias afetivsa de cidades, estados e países, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, apartamentos, esquinas e bares

O livro conta com obras de 33 autores: poetas, pintores, fotógrafos, prosadores, historiadores, professores, advogados, radialistas e editores que, direta ou indiretamente, influenciam a vida da cidade. Eles e elas contam e narram experiências vividas e apresentam personagens da elite e do povo, gente que fez e faz parte da vida deles.

“É um trabalho marcado pela diversidade. Tem um olhar plural sobre São Luís. Mostra sua beleza, mas não esquece de expor as feridas da cidade e seus culpados”, afirma o escritor Celso Borges, um dos organizadores do volume ao lado do poeta e editor Wagner Merije

A capa dialoga com a obra do artista plástico Zé Roberto Lameiras, já falecido, um dos personagens mais atuantes na vida de São Luís nos anos 80 e 90.

A maioria dos autores é de personagens vivos. As exceções são os escritores João Lisboa, Aluísio Azevedo e José Nascimento Moraes, expoentes do século XIX. Os vivos são, entre outros, os prosadores Wilson Marques, Bruno Azevêdo e José Ewerton; os jornalistas Otávio Rodrigues, Zema Ribeiro e Ed Wilson Araujo; os poetas Fernando Abreu e Luis Inácio, além do fotógrafo Márcio Vasconcelos, o compositor Sérgio Habibe e os artistas plásticos Ana Borges e Diego Dourado.

A cidade

São Luís do Maranhão é atravessada pelos rios Anil e Bacanga e foi fundada pelos franceses, que ali ficaram entre 1612 e 1615, quando foram expulsos pelos portugueses. Seu nome é uma homenagem ao rei Luís XIII da França e sua fundação faz parte do projeto da criação de uma França Equinocial no norte do Brasil, que acabou não dando certo.

Mas antes dos europeus chegarem ali, o lugar já era povoado pelos índios, principalmente os Tupinambás, habitantes essenciais na formação daquele povo que juntamente com o branco e o negro africano escravizado, construíram a cidade, com suas belezas e contradições. Essa mistura foi responsável pelo nascimento de um sotaque na língua e nos tambores. A cidade, com suas casas de batuque, seus terreiros e danças e costumes indígenas, somados às influências ibéricas, deram à cidade uma cor e dicção únicas no país e no mundo.

No século 18 e 19, período de grande crescimento econômico, os portugueses conceberam a construção de uma mini Lisboa com seus casarões, sobrados e ruas estreitas. De um lado, a elite mandava seus filhos estudarem na Europa e voltarem doutores. De outro, os negros africanos erguiam a cidade de arquitetura opulenta. De um lado, a atuação de grandes intelectuais de destaque nas letras nacionais, como João Lisboa, Odorico Mendes, Sousândrade e Gonçalves Dias; do outro uma grande massa analfabeta excluída e ignorada pelos donos do poder.

Com a abolição da escravatura e a falta de planejamento urbano e econômico, a chamada Atenas Brasileira caiu num certo ostracismo do qual ainda tenta se levantar. Tudo isso em meio a uma exuberância de cor e claridade, de vento e água de seus rios e mares; da herança de uma língua de múltiplos sotaques e seus tambores e ritmos. Uma cidade que pulsa viva e diferente de todas as outras.

“É essa, principalmente, a São Luís que está aqui neste livro: memórias, afetos, significados e vivências de pessoas que, sem esquecer as feridas e cicatrizes da cidade, revelam um pouco do impacto de sua singularidade sobre o coração de cada um deles”, finaliza Borges.

 

SERVIÇO

Título: São Luís em palavras

Autores: 33

Organizadores: Celso Broges e Wagner Merije

Editora: Aquarela Brasileira Livros

Gênero: Prosa, Poesias, Artes gráfica, Crônicas, Memórias

Formato: 14 x 21 cm

Número de páginas: 196

ISBN: 978-85-92552-07-7

Preço: R$ 35,00

Web: www.aquarelabrasileira.com.br/sao-luis-em-palavras

 

Aquarela Brasileira Livros

Livros são Incríveis! A gente ama!

Aquarela Brasileira Livros é uma editora contemporânea, criativa e ousada. Trabalhamos com autores que amam escrever e também com quem tem histórias incríveis para contar.

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

www.facebook.com/aquarelabrasileira

faleaquarela@gmail.com

Almas da liberdade em Cangaíba

Mais um lançamento, mais uma oportunidade de fazer o livro chegar a novos leitores!

Convite_lançamento Almas_211017

Saiba mais aqui: www.aquarelabrasileira.com.br/almas-da-liberdade