Arquivo da tag: luis turiba

VAMOS CONVERSAR COM LUIS TURIBA

Feed_Vamos Conversar_Luis Turiba

VAMOS CONVERSAR é uma série de conversas com personalidades da literatura

 No dia 08 de dezembro de 2022 o Centro Cultural Penedo da Saudade, do Instituto Politécnico de Coimbra, dá prosseguimento ao projeto Vamos Conversar, um ciclo de conversas e debates com personalidades da literatura.

O convidado de dezembro é Luis Turiba, poeta, editor e jornalista.

O projeto visa estimular reflexões sobre a cultura e a educação, dar ao público oportunidade de conhecer a obra e o pensamento de grandes escritores, e que o debate gere conhecimento e transformação.

Já participaram como convidados os escritores Onésimo Teotónio Almeida, Richard Zimler, António Carlos Cortez, Raquel Ochoa, Joana Bértholo, Maria João Cantinho, Elisa Lucinda, Alice Ruiz, Rosa Oliveira, Minês Castanheira, Carlos Nuno Granja, Ana Ventura, Aurelino Costa, Carlos Seabra, Vicente Paulino, Celso Borges e Andreia Azevedo Moreira.

Trata-se de uma realização do Centro Cultural Penedo da Saudade e co-organização da Aquarela Brasileira Multimedia, com mediação de Wagner Merije.

Vamos Conversar – Literatura, Cultura e Bric a Bracs: Uma conversa com Luis Turiba

Dia: 08 dezembro de 2022 – Quinta-feira – Hora: 18:00 (Hora de Lisboa) – 15:00 (Hora de Brasília)

Com transmissão em direto para todo o mundo pelo facebook do Centro Cultural Penedo da Saudade: www.facebook.com/centroculturalpenedosaudade

Pode participar no Zoom através do link http://bit.ly/3ENICrV o ID da reunião 956 4447 3185 e Senha de acesso 845403

Sobre o convidado
Luis Turiba é pernambucano, cresceu no Rio de Janeiro e  morou por 32 anos em Brasília, onde trabalhou em diversos órgãos de imprensa como jornalista (Gazeta Mercantil, Jornal do Brasil, Jornal de Brasília, Correio Braziliense).
Tem a idade do Estádio do Maracanã, inaugurado em 1950.
Foi assessor de Imprensa do cantor e compositor Gilberto Gil, quando este assumiu o Ministério da Cultura do Brasil, de 2002 a 2005.
Foi editor da revista de poesia experimental BRIC-A-BRAC, publicada em Brasília de 1985 até 1992, contando com grandes entrevistas com os poetas Augusto de Campos, Manoel de Barros, Caetano Veloso, o sambista Palinho da Viola, o bibliófilo José Mindlin, o antropólogo francês Pierre Verger e outros. Em 2022, ano do bi-centenário da Independência do Brasil e dos 100 anos da Semana de Arte Moderna de São Paulo, a revista foi retomada em grande estilo.
Organizou o grupo e a coleção de livros OI POEMA com Nicolas Behr, Cristiane Sobral, Amneres, Bic Prado e Angélica Torres.
Publicou em 2014 pela Editora 7 Letras o livro “Qtais”. Depois mais dois livros: “Desacontecimentos”, em 2018, e minimax “Poeira Cósmica”, em 2017. Durante a quarentena da pandemia, editou artesanalmente o livreto “Se virem, Terráqueos”, com 48 páginas e 25 poemas, com capas únicas numeradas e assinadas feitas de papelão reciclado.
Tem participado de recitais, encontros e saraus no Rio de Janeiro e pelo Brasil afora com poetas como Paulo Sabino, Ricardo Silvestrin, Salgado Maranhão, Antônio Cícero, Anna Maria Fernandes, Tanussi Cardoso, Antônio Carlos Secchin e outros.

Sobre o Centro Cultural Penedo da Saudade
Inaugurado em 18 de janeiro de 2019 e integrado no projeto cultural do Instituto Politécnico de Coimbra, o Centro Cultural Penedo da Saudade tem como objetivo primordial contribuir para o enriquecimento cultural da comunidade deste Instituto numa complementaridade do que é já a produção cultural das suas unidades orgânicas. Também visa promover a partilha de eventos culturais e artísticos em Coimbra, quer através do reforço da divulgação quer, mesmo, através de intercâmbios. Encontra-o na zona do Penedo da Saudade, com uma bela vista da cidade. www.ipc.pt/ipc/viver/cultura/ccps-digital

Sobre o mediador
Wagner Merije é jornalista, escritor, editor e gestor cultural envolvido com projetos ligados à cultura, educação e meio ambiente em países como Brasil, Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Estados Unidos. É investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Como jornalista, passou por redes de TVs, rádios, jornais, revistas e sites no Brasil, Inglaterra e Portugal. Escreve para todas as idades e tem 11 livros publicados – poesia, ficção e não ficção, entre os quais estão Sol do Novo Mundo – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que impactaram o mundo (2022), Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e práticas à procura de novas primaveras (2021), O Cotovelo Kovid (2020), Psyche & Hamlet vão para Hodiohill (2019), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), entre outros. Como editor, publicou obras de Luís Vaz de Camões, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Mário de Sá-Carneiro, Camilo Pessanha, João José Cochofel, Pêro Vaz de Caminha, entre outros, e títulos como Coimbra em Palavras, Coimbra em Imagens, São Paulo em Palavras, São Paulo em Imagens, entre outras.

Outras conversas: www.aquarelabrasileira.com.br/vamos-conversar

Informações:

www.aquarelabrasileira.com.br/vamos-conversar-com-luis-turiba

faleaquarela@gmail.com

Trinta Anos-Luz no Rio

Psiu Capa

 

30 ANOS DE HISTÓRIA CONTADA COM POESIA

Antologia celebra 30 anos do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético, o mais antigo do Brasil

 

No Rio de Janeiro, o lançamento ocorreu no dia 17/09, na Galeria Índica Arte e Design, que fica na Rua Visconde de Pirajá, 82/101(subsolo) – Ipanema – RJ – 22.410-000

Sábado com sarau e performances poéticas.

Trinta afiados poetas de diversas regiões do País reunidos em um livro que representa 30 anos do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético – um objeto estético que tem o desafio de atravessar, pelo menos, mais três décadas de poesia.

Trata-se de “Trinta Anos-Luz: poetas celebram 30 anos do Psiu Poético”, título da antologia poética organizada pelos poetas Aroldo Pereira (MG), Luis Turiba (RJ) e Wagner Merije (SP) e que está sendo lançado nacionalmente pela Aquarela Brasileira Livros, de São Paulo.

Esta antologia reúne algumas/alguns das(os) poetas mais criativos e originais em atividade. Fazem parte Adri Aleixo, Ana Elisa Ribeiro, Anelito de Oliveira, Antônio Wagner Rocha, Aroldo Pereira, Celso Borges, Cristiano Ottoni de Menezes, Demetrios Galvão, Éle Semog, Jairo Fará, João Diniz, Karla Celene Campos, Lia Testa, Luis Turiba, Márcio Adriano Moraes, Marlene Bandeira, Marli Fróes, Mirna Mendes, Murilo Antunes, Nicolas Behr, Noélia Ribeiro, Olivia Ikeda, Patrícia Giseli, Renilson Durães, Rômulo Garcias, Ronald Augusto, Sandra Fonseca, Vanderley Mendonça, Virna Teixeira e Wagner Merije.

CONFIRA ALGUMAS IMAGENS

 

Um precioso documento poético

A antologia é saudada por dois professores pós-doutores em Literatura, além de um texto de apresentação do cantor e compositor Jorge Mautner, que sempre frequentou o Psiu Poético. Coube ao professor-poeta Anelito de Oliveira, que viu o Salão nascer na década de 80, pois é titular da Universidade Estadual de Montes Claros, parceira do projeto, escrever um pequeno ensaio sobre a aventura estética da edição. Crítico literário, Anelito é ex-editor do Suplemento Literário de Minas Gerais (1999-2003). Segundo ele, “Trinta Anos-Luz…” parece “mais produtivo, mais inquietante, da perspectiva de um ‘fluxo’ do que da perspectiva de um ‘fixo’, recordando as categorias do grande Milton Santos: mais como um movimento num processo infinito do que como um lugar de chegada, uma conclusão. Não só porque várias outras antologias reunindo poemas de participantes do evento foram editadas pela editora Plurarts, do poeta Wagner Torres, editora Millennium, com o poeta Dário Cotrim, e a editora Catrumano, do poeta Jurandir Barbosa, nos últimos anos, mas porque o registro escrito nunca correspondeu à totalidade do Psiu Poético, apesar de ter sido, e continuar sendo, a parte estruturante do evento. Aqui, como nas demais antologias já publicadas, sentimos, sobretudo, a impossibilidade de apresentação do Psiu em sua integralidade, seu caldeirão de linguagens, que paradoxalmente faz deste livro uma metáfora precisa do que é o evento: algo incontível, transbordante, sertânico, glauberiano, riobáldico, mas fundamentalmente pereiriano, vinculado ao fervor criativo de Aroldo Pereira, um poeta ‘full time’.”

Para Anelito, não se trata de uma antologia empenhada em legitimar nomes, “até porque muitos aqui já estão legitimados, mas antes de uma mostra que visa configurar um desenho, tanto quanto possível, sobre o Psiu Poético, revelando, a partir da pluralidade de linguagens, o traço distintivo, referencial do Psiu Poético, que é o convívio dos diferentes como diferentes, sem que seja necessário suprimir suas diferenças.“

A professora Ivone Daré Rabello, do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, no seu texto-comentário, afirma que a antologia reúne ”muitas vozes, muitos temas, muitos modos de expressão. Nesta antologia, escrita a trinta mãos, o interesse não está na diversidade de pontos de vista, escolhas de linguagem, opções imagéticas e estilísticas. Nem na dificuldade em atingir de fato a plena realização formal. Essa diversidade e essa dificuldade são seus pressupostos. O interesse mais autêntico está nas surpresas e nas ponderações a que ela nos conduz.”

Sobre o Psiu Poético

O Salão Nacional de Poesia Psiu Poético foi criado em 1987 em Montes Claros, norte de Minas Gerais. Há trinta anos é realizado de forma plural, democrático e tem por objetivo promover a inclusão, o acesso à cultura e celebrar a poesia.

Trata-se de um encontro de poetas, escritores e artistas de todos os lugares do país (e também convidados estrangeiros) para apresentar, celebrar e discutir a produção poética contemporânea.

Todo ano poetas são homenageados, entre consagrados e jovens, sendo que em 2016 os escolhidos foram Conceição Evaristo, Cristiane Sobral, Ronald Augusto, Waldemar Euzébio, Claudio Bento, Adilson Cardoso e Evely Julia Silva.

Nas suas três décadas de ampla atividade literária e agitação cultural, já recebeu escritores como Alice Ruiz, Mirna Mendes, Arnaldo Antunes, Waly Salomão, Madam, Olga Savary, Thiago de Mello, Jorge Mautner, Adão Ventura, Edvaldo Santana, Sebastião Nunes, Virna Teixeira, Péricles Cavalcanti, Estrela Leminski, Adélia Prado, Mano Melo, Rodrigo Garcia Lopes, Luis Turiba, Anelito de Oliveira, Ademir Assunção, Wagner Merije, Ricardo Aleixo, Celso Borges, Fernando Aguiar, Ana Elisa Ribeiro e tantos  outros.

Dados do livro
Título: Trinta Anos-Luz : Poetas celebram 30 anos de Psiu Poético

Editora: Aquarela Brasileira Livros

Gênero: Poesia

Formato: 16×23 cm

Número de páginas: 200

ISBN: 978-85-92552-01-5

Valor: R$ 35,00 (Para adquirir: www.aquarelabrasileira.com.br )

 

……… AGENDA DE LANÇAMENTO ………

2016

Outubro

Montes Claros/MG – Escolas, praças, Centro Cultural, Mercado Central – de 04 a 12/10

 

Setembro

Rio de Janeiro/RJ – Galeria Índica Arte e Design – Rua Visconde de Pirajá, 82/101(subsolo) – Ipanema – RJ – 22.410-000 – das 18hs às 21hs, sábado – 17/09

 

Julho

Diamantina/MG – Festival de Inverno – Beco da Tecla-Bar Serenata – 15/07

Grão Mogol/MG – III Festival de Inverno – Casa das Cultura

São Paulo/SP – Casa das Rosas – 29/07

 

Junho

Belo Horizonte/MG – Palácio das Artes – 10/06

Brasília/DF – Sebinho e Beijódromo da Fundação Darcy Ribeiro – 29/06

 

 

 

 

 

……… CONTATOS / INFORMAÇÕES / FOTOS………

faleaquarela@gmail.com / psiupoetico@gmail.com

www.aquarelabrasileira.com.br

www.psiupoetico.com.br

Luis Turiba: (21) 98288-1825

Wagner Merije: (11) 99821-1330

Aroldo Pereira: (38) 99112-7011

Trinta Anos-Luz na Casa das Rosas

O lançamento do livro “Trinta Anos-Luz Poetas celebram 30 anos de Psiu Poético” na Casa das Rosas, em São Paulo,  no dia 29/07/2016,  foi uma noite de celebração poética e de encontros.

Participaram poetas e artistas de estados e gerações diferentes, como Aroldo Pereira, Vanderley Mendonça, Wagner Merije, Rosani Abou Adal, Fatel Barbosa, Mavot Sirc, Mané do Café, Wilton Silva, Nego Blue, Rogéres Maia Gusmão, Djalma Allegro, dentre outros.

Próximos lançamentos: Rio de Janeiro (17/09) e Montes Claros (de 04 a 12/10)

Confira algumas imagens:

Trinta Anos-Luz em Brasília

O lançamento em Brasília/DF do livro “Trinta Anos-Luz: poetas celebram 30 anos do Psiu Poético” aconteceu em duas etapas no dia 29/06/16:  primeiro uma palestra sobre o evento no Beijódromo da Fundação Darcy Ribeiro e depois noite de autógrafos e sarau na livraria Sebinho.

Sucesso total, com destaque na imprensa local e participação de mais de 50 poetas, além dos convidados e amigos.

Confira algumas imagens:

Trinta Anos-Luz em Belo Horizonte

O lançamento em Belo Horizonte/MG do livro “Trinta Anos-Luz: poetas celebram 30 anos do Psiu Poético” aconteceu em duas etapas no dia 10/06/16:  primeiro uma palestra sobre o evento no Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes, seguido de noite de autógrafos e sarau.

Sucesso total, mostrando a força da poesia e a importância do Psiu Poético.

Confira algumas imagens: