Arquivo da tag: José Saramago

Como Saramago já dizia

Como Saramago já dizia_cartaz final

 

“Como Saramago já dizia” é um espetáculo em homenagem ao ao Prémio Nobel de Literatura, no mês e ano de seu centenário. Alia música de géneros híbridos a trechos de várias obras do autor e textos inéditos numa perspectiva crítica e lúdica para falar da humanidade e da alma dos homens e mulheres desse mundo.

Com Wagner Merije e Gonçalo Parreirão

 

 

Aquarela Brasileira

Brasil – Portugal

www.aquarelabrasileira.com.br
www.facebook.com/aquarelabrasileira
www.instagram.com/aquarelabrasileiramultimedia
faleaquarela@gmail.com

SOL DO NOVO MUNDO na Casa da Escrita

banner e cartazes_WagnerMerije..

AQUARELA BRASILEIRA Livros convida para o lançamento da obra

SOL DO NOVO MUNDO – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que impactaram o mundo

Apresentação: Prof. Pires Laranjeira (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra), com a presença do autor

Sexta-feira, 04/11/2022, 18:30

CASA DA ESCRITA
Rua Dr. João Jacinto, 8 – Coimbra, Portugal

 

Nos séculos passados alguns acontecimentos mudaram as caras da Europa, das Américas, da África e de outros continentes. Neste livro você vai conhecer fatos e curiosidades sobre algumas guerras e revoluções que impactaram o mundo. Há histórias não contadas, histórias mal contadas e histórias que merecem ser recontadas.

O processo de Independência do Brasil não pode ser visto como um ato isolado, senão atrelado à Revolução Francesa, à Independência dos Estados Unidos, aos movimentos independentistas na América colonizada por Espanha, entre outros episódios. De Thomas Jefferson a Napoleão Bonaparte, de D. João VI a D. Pedro I/Pedro IV, da Imperatriz Leopoldina à Rainha Victoria, de Tiradentes a José Bonifácio de Andrada e Silva, de Quitéria aos mortos sem nome, de Tupac Amaru a Simon Bolívar, de Fernando Pessoa a José Saramago, muitos têm lugar nessa história.

Cativante, escrito em tópicos curtos, esta obra vai levar o leitor/a leitora a mergulhar em um período da História bastante movimentado, que envolveu reis, rainhas, imperadores, princesas, generais, mercenários e alguns heróis e heroínas anônimas em guerras sangrentas por poder e riquezas. Foi um tempo de muitas mudanças no mundo e de grandes transformações na sociedade, cujas repercussões se podem sentir até hoje. Para leitores e leitoras de todas as idades que gostam livros com vida e ação, cada página traz uma descoberta, uma revelação, um dado novo e valioso sobre os caminhos que nos trouxeram até aqui.

Viver sem conhecer o passado é andar no escuro. Esperamos que esta obra possa servir de consulta nas escolas e nos lares por crianças, jovens e adultos, em português e outras línguas que venha a ser traduzida. Será muito produtivo que o debate acerca destas questões possa ser ampliado, que as pessoas possam conversar a respeito do que se passou. Aqui fica o convite.

O livro conta com textos adicionais dos professores Onésimo Teotónio AlmeidaMartha Victor VieiraGevanilda Santos e Pires Laranjeira, o qual pode ser lido em www.aquarelabrasileira.com.br/brasil-e-portugal-uma-paradidatica-da-historia

SOBRE O AUTOR
Wagner Merije (Wagner Rodrigues Araújo) escreve sobre pessoas, lugares, sentimentos e acontecimentos. É autor de Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e práticas à procura de novas primaveras (2021), Psyché & Hamlet vão para Hodiohill (2019), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 na categoria Educação, Viagem a Minas Gerais (2012), dentre outros títulos. Organizou e editou dezenas de livros, entre os quais estão obras de Fernando Pessoa, Luís Vaz de Camões, Florbela Espanca, Mário de Sá-Carneiro, Camilo Pessanha, João José Cochofel, e títulos como Coimbra em palavras, Coimbra em imagens, São Paulo em palavras, São Paulo em imagens, dentre outros. É investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Desenvolve múltiplas iniciativas para a promoção da língua e das culturas portuguesa e brasileira. Tem trabalhos apresentados em diversos países e já foi agraciados com distintos prêmios. www.merije.com.br

DADOS DO LIVRO
Título: SOL DO NOVO MUNDO – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que mudaram o mundo
Autor: Wagner Merije
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Gênero: Relatos históricos, culturais, sociais e econômicos
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 164
ISBN: 978-65-86867-12-1
D.L: 500216/22
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/sol-do-novo-mundo

Encomendas/Pedidos: faleaquarela@gmail.com

 

Aquarela Brasileira Livros
Brasil – Portugal
www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

SOL DO NOVO MUNDO

AQUARELA BRASILEIRA Livros

orgulhosamente apresenta

Sol do Novo Mundo - capa inteira 

SOL DO NOVO MUNDO – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que impactaram o mundo

Nos séculos passados alguns acontecimentos mudaram as caras da Europa, das Américas, da África e de outros continentes. Neste livro você vai conhecer fatos e curiosidades sobre algumas guerras e revoluções que impactaram o mundo. Há histórias não contadas, histórias mal contadas e histórias que merecem ser re-contadas.

O processo de Independência do Brasil não pode ser visto como um ato isolado, senão atrelado à Revolução Francesa, à Independência dos Estados Unidos, aos movimentos independentistas na América colonizada por Espanha, entre outros episódios. De Thomas Jefferson a Napoleão Bonaparte, de D. João VI a D. Pedro I/Pedro IV, da Imperatriz Leopoldina à Rainha Victoria, de Tiradentes a José Bonifácio de Andrada e Silva, de Quitéria aos mortos sem nome, de Tupac Amaru a Simon Bolívar, de Fernando Pessoa a José Saramago, muitos têm lugar nessa história.

Cativante, escrito em tópicos curtos, esta obra vai levar o leitor/a leitora a mergulhar em um período da História bastante movimentado, que envolveu reis, rainhas, imperadores, princesas, generais, mercenários e alguns heróis e heroínas anônimas em guerras sangrentas por poder e riquezas. Foi um tempo de muitas mudanças no mundo e de grandes transformações na sociedade, cujas repercussões se podem sentir até hoje. Para leitores e leitoras de todas as idades que gostam livros com vida e ação, cada página traz uma descoberta, uma revelação, um dado novo e valioso sobre os caminhos que nos trouxeram até aqui.

Viver sem conhecer o passado é andar no escuro. Esperamos que esta obra possa servir de consulta nas escolas e nos lares por crianças, jovens e adultos, em português e outras línguas que venha a ser traduzida. Será muito produtivo que o debate acerca destas questões possa ser ampliado, que as pessoas possam conversar a respeito do que se passou. Aqui fica o convite.

Contém textos adicionais dos professores Onésimo Teotónio AlmeidaMartha Victor VieiraGevanilda Santos e Pires Laranjeira, o qual pode ser lido em www.aquarelabrasileira.com.br/brasil-e-portugal-uma-paradidatica-da-historia

SOBRE O AUTOR
Wagner Merije (Wagner Rodrigues Araújo) escreve sobre pessoas, lugares, sentimentos e acontecimentos. É autor de Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e práticas à procura de novas primaveras (2021), Psyché & Hamlet vão para Hodiohill (2019), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 na categoria Educação, Viagem a Minas Gerais (2012), dentre outros títulos. Organizou e editou dezenas de livros, entre os quais estão obras de Fernando Pessoa, Luís Vaz de Camões, Florbela Espanca, Mário de Sá-Carneiro, Camilo Pessanha, João José Cochofel, e títulos como Coimbra em palavras, Coimbra em imagens, São Paulo em palavras, São Paulo em imagens, dentre outros. É investigador na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Desenvolve múltiplas iniciativas para a promoção da língua e das culturas portuguesa e brasileira. Tem trabalhos apresentados em diversos países e já foi agraciados com distintos prêmios. www.merije.com.br

DADOS DO LIVRO
Título: SOL DO NOVO MUNDO – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que mudaram o mundo
Autor: Wagner Merije
Editora: Aquarela Brasileira Livros
Gênero: Relatos históricos, culturais, sociais e econômicos
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 164
ISBN: 978-65-86867-12-1
D.L: 500216/22
Web: www.aquarelabrasileira.com.br/sol-do-novo-mundo
Encomendas/Pedidos: faleaquarela@gmail.com

 

Aquarela Brasileira Livros

Brasil – Portugal
www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros
www.facebook.com/aquarelabrasileira
faleaquarela@gmail.com

Pulso da Palavra na Semana do Desassossego

Pulso da Palavra_Semana do Desassossego 2021

Para assistir, click aqui

A mesa-lançamento do Pulso da Palavra foi realizada no sábado, 08 de maio de 2021, às16:00 (horário de Brasília), 20:00 (horário de Lisboa).

A IX Semana do Desassossego e a II Semana do Desassossego Digital 2021, eventos organizados por professores e colaboradores da Universidade de Brasília, aconteceu entre os dias 05 e 08 de maio de 2021

Acompanhe esta rica conversa e saiba mais sobre “Pulso da Palavra”, uma publicação potente, com textos e imagens de enorme qualidade, variedade de estilos e de relevância dos conteúdos, que entrará para a História como um importante documento de reflexão.

“Pulso da Palavra” reúne produções poéticas de professores e de poetas brasileiros e portugueses que, além de apresentarem seus exercícios poéticos (seus poemas), articulam à poesia outras possibilidades de mediações.

Organizada por Eliane Testa, da Universidade Federal do Tocantins -UFT/UFNT, e Wagner Merije, da Universidade de Coimbra – UC, que também são autores, a publicação conta com as participações de Augusto Niemar, Clarissa Macedo, Maria João Cantinho, Roberto Amaral e Telma Scherer. O prefácio é assinado por Ana Clara Medeiros.

O título, segundo Eliane Testa, estabelece um diálogo com um verso de Vladímir Maiakóvski (1893-1930) “Sei o pulso das palavras”, tomado como fio condutor dos diferentes atravessamentos que a poesia convoca pela potência da “palavra”, pelo seu pulsar atemporal, e de um ponto de vista da linguagem, a palavra poética é sempre inaugural. “Ademais”, completa ela, “este título confere ainda uma singela homenagem àquele que é considerado um dos maiores poetas de todos os tempos”.

Em suas 176 páginas este livro traz à luz movimentos que vertem relações entre a criação e a crítica. São práticas artísticas e linguísticas que nos deslocam para pensar/viver as possibilidades de que um mesmo sujeito é capaz de desdobrar frente a um mundo tornado e contemplado por diversas camadas de experiências de si e/ou de eu-Outros.

O e-book encontra-se disponível para o público geral através de download gratuito no link www.aquarelabrasileira.com.br/pulso-da-palavra

Ajude a divulgar este projeto entre seus amigos e suas redes de contatos. Partilhe! Que o conhecimento circule livre e acessível para tod&s.

Boas leituras!!

Pulso da Palavra

PULSO da Palavra_Capa PROMO

Uma publicação potente, com textos e imagens de enorme qualidade, variedade de estilos e de relevância dos conteúdos, que entrará para a História como um importante documento de reflexão.

 

“Pulso da Palavra” reúne produções poéticas de professores e de poetas brasileiros e portugueses que, além de apresentarem seus exercícios poéticos (seus poemas), articulam à poesia outras possibilidades de mediações.

Organizada por Eliane Testa, da Universidade Federal do Tocantins -UFT/UFNT, e Wagner Merije, da Universidade de Coimbra – UC, que também são autores, a publicação conta com as participações de Augusto Niemar, Clarissa Macedo, Maria João Cantinho, Roberto Amaral e Telma Scherer. O prefácio é assinado por Ana Clara Medeiros.

O título, segundo Eliane Testa, estabelece um diálogo com um verso de Vladímir Maiakóvski (1893-1930) “Sei o pulso das palavras”, tomado como fio condutor dos diferentes atravessamentos que a poesia convoca pela potência da “palavra”, pelo seu pulsar atemporal, e de um ponto de vista da linguagem, a palavra poética é sempre inaugural. “Ademais”, completa ela, “este título confere ainda uma singela homenagem àquele que é considerado um dos maiores poetas de todos os tempos”.

Em suas 176 páginas este livro traz à luz movimentos que vertem relações entre a criação e a crítica. São práticas artísticas e linguísticas que nos deslocam para pensar/viver as possibilidades de que um mesmo sujeito é capaz de desdobrar frente a um mundo tornado e contemplado por diversas camadas de experiências de si e/ou de eu-Outros.

É justamente pelo “pulso da palavra” que este volume se debruça, sobretudo, com ímpeto à voz poética, à partilha das “palavras” dos textos e dos poemas numa contemplação da linguagem que se apresenta por vieses distintos: dialeticamente nos ensaios e tensionalmente no texto de poesia. Mas podemos pensar que há desdobramentos para contemplação da língua, em um e outro texto, há configurações de imbricamentos para os diferentes momentos deste livro com vocação para digital (e-book) sem abrir mão de suas qualidades para ser contemplado impresso.

Há tensões e resistências, “oscilações e tremores” (para falarmos em termos de Giorgio Agamben, 2018), continentes nos textos que ora se apresentam, nesta obra, que fazem das palavras, da linguagem devir-fluxos, para (re)ativar um turbilhão de possibilidades de leituras e de reflexões acerca da poesia. E, nesta coletânea de textos, o éthos é a possibilidade da pulsação da linguagem e de suas transreverberações por meios das práticas textuais, nas quais as palavras ocupam o seu direito ao anti(silêncio) à ausência-presença, com seus elos à (re)existências.

Nas palavras de Ana Clara Medeiros, “a palavra galopa, corajosa, neste livro, entre o exercício crítico e o fazer artístico. Por sete veredas, revelam-se professores que são poetas, críticos que são heterônimos, jornalistas que encontram seu lugar no poema, artistas que pintam versos. Facetas múltiplas de quem opera com a palavra como coisa que pulsa: poesia, nossa vida verdadeira”.

Por isso, convidamos a leitora e o leitor a conhecer os diferentes textos que compõe este laboratório coletivo animados pelos “pulsos da palavra”.

O e-book encontra-se disponível para o público geral através de download gratuito aqui:  PULSO_DA_PALAVRA_E-book_FINAL

Ajude a divulgar este projeto entre seus amigos e suas redes de contatos. Partilhe! Que o conhecimento circule livre e acessível para tod&s.

Boas leituras!!

DADOS DO LIVRO

Título: Pulso da Palavra

Organizadores: Eliane Testa, Wagner Merije

Editora: Aquarela Brasileira Livros

Número de páginas: 176

ISBN: 978-65-86867-06-0

Web: www.aquarelabrasileira.com.br/pulso-da-palavra

 

Aquarela Brasileira Livros

Livros são Incríveis! A gente ama!

 

www.aquarelabrasileira.com.br/aquarela-brasileira-livros

www.facebook.com/aquarelabrasileira

faleaquarela@gmail.com

Entes Presentes – Série Orgulho de falar Português

Eça de Queirós repaginado
Eça de Queirós repaginado

 

Camões redivivo
Camões redivivo

 

Amélia Janny cisne do Mondego
Amélia Janny cisne do Mondego

 

Florbela Espanca e seu jardim
Florbela Espanca e seu jardim

 

José Saramago multiplicado
José Saramago multiplicado

 

Camilo Pessanha e as águas profundas
Camilo Pessanha e as águas profundas

 

Sophia de Mello Breyner Andresen e a saudação do mar
Sophia de Mello Breyner Andresen e a saudação do mar

 

Mário de Sá Carneiro espírito livre
Mário de Sá Carneiro espírito livre

 

Tudo é literatura, tudo é conhecimento e cultura, a vida é uma experiência suprasensorial.

Ler é imagem, escrever é imaginar. Imaginações, libertem-se!

Esta exposição de artes visuais tem como mote “Lembra de teus antepassados / Somos intérpretes do mundo”, e busca trazer para o convívio do público mais jovem, como entes familiares, grandes nomes que contribuíram para o desenvolvimento da língua portuguesa.

Interpretar e ressignificar a obra de escritores e escritoras que despertam emoções e que nos convidam a ir além, a levar sua herança para novas gerações.

Tudo isso envolve pesquisa e conhecimento, amor e paixão, risco e enfrentamento. São fusões e montagens de linguagens, de vidas e ideias.

O convívio com essas pessoas encantadas fez com que as mesmas passassem a fazer parte de uma imensa árvore genealógica. Não são antepassados, mas sim entes presentes.

Estas e outras imagens podem ser vistas de 05 a 31 de março de 2020, de segunda a sábado, das 16h às 01h, Galeria Liquidâmbar
Praça da República – Coimbra – Portugal

Esta mostra é apoiada pela Universidade de Coimbra e faz parte da programação da 22ª Semana Cultural da UC.

Produção/Production: Aquarela Brasileira

Contatos/Contacts: faleaquarela@gmail.com