Arquivo da categoria: Áudio

Peregrinação, a festa

E na Estalajadaria de rock’n’roll Pinga Amor tem a lenda Victor Torpedo tocando no After Party ao lançamento de “Peregrinação Crioula”, novo romance de Paulo Branco Lima, editado pela Aquarela Brasileira Livros.

Peregrinação After Party_Pinga Amor

Pinga Amor

Rua António Vasconcelos, nº 23, R/C

Coimbra

23:00 às 04:00

 

 

Voyagers – Concerto Risko no CAPC

VOYAGERS – DESCAMINHOS DO IMPROVISO foi concebido como um encontro de pessoas, versos e sons, com liberdade, com carinho, com respeito à diversidade. Momento de sentir, ver, ouvir, falar, tudo em harmonia. Cada participante traz referências para somar, para partilhar, para experimentar com o público. Interartes.

Pois, nossa alegria é imensa ao vermos os frutos já tão belos.

Em sua participação na primeira edição, ocorrida em 23/03/2019, no CAPC – CÍRCULO DE ARTES PLÁSTICAS DE COIMBRA, o rapper português Risko (Júlio Martins) apresentou um concerto inédito, íntimo, para uma pequena e sortuda audiência.

Filmado e Editado por Alexandre Moutinho / Film and Photography e Ra Fa, o concerto revela a sensibilidade, o talento e o experimentalismo de Risko, que nos brindou com  sons do álbum que está a caminho!

O que prevalece é verdadeira emoção e honestidade.
Vai, Risko, brilha!

Que a poesia, a sinceridade e as amizades se fortaleçam nesses encontros!

Voyagers – Descaminhos do Improviso

Voyagers
Encontro de pessoas, versos e sons, com liberdade, com carinho, com respeito à diversidade.

Momento de sentir, ver, ouvir, falar, tudo em harmonia.

Cada participante traz referências para somar, para partilhar, para experimentar com o público.

Interartes.

Participam Paulo Branco Lima, Júlio Martins – Risko, Lucerna do Moco, Rita Gomes, Pedro Vaz, Lanna Santos, Wagner Merije +++

Ao ar livre, entrada livre, participação livre. É primavera!!!

Data: 23/03/2019 – 17h

CAPC CÍRCULO DE ARTES PLÁSTICAS DE COIMBRA

Círculo Sede – Rua Castro Matoso, n.º 18, 3000 – 104 – Coimbra – Portugal (ao pé das Monumentais)

 

21ª Semana Cultural da UC – Caminhos

Agradecimentos: Universidade de Coimbra, Equipa da Semana Cultural da UC, CAPC, Catarina Bota Leal, colaboradores e amigos.

Idealização: Aquarela Brasileira Multimedia

 

 

 

Manifesto da Abundância

Sobre amor às artes, expertise e atenção…

E sobre…

E sobre ser escolhido e escolher fazer arte…

E sobre escolha ou condenação…

E sobre educar e aprender…

E sobre a Academia…

E sobre a Língua Portuguesa…

E sobre respeito e convivência com a diversidade…

 

E sobre… nós…

nós

 

Nisto acreditamos…

 

Prosperidade!

O universo é abundante de recursos, de bondades e recompensas.

 

Reconhecemos na linguagem da arte a pluralidade de sentidos como traço definidor.

O mundo é uma obra aberta.

Vamos expandir nossas fronteiras, vamos romper com os paradigmas.

 

O sol há de brilhar mais uma vez.

O amor será eterno novamente.

 

 

 

Raul no Rio

O gigante do trombone está chegando, Cidade Maravilhosa!

Raul no Rio_2019

Saiba mais sobre BLUE VOYAGE, o novo album de Raul de Souza: www.aquarelabrasileira.com.br/blue-voyage-raul-de-souza


 

 

Blue Voyage – Raul de Souza

Raul de Souza_BlueVoyage_capa   Raul de Souza_Blue Voyage 1_Foto_Anatholie Music Photography : Emmanuelle Nemoz

Raul de Souza_Blue Voyage 4_Foto_Anatholie Music Photography : Emmanuelle Nemoz

Blue Voyage – Raul de Souza

1. Vila Mariana 4:10
2. St. Martin 5:27
3. Blue Voyage 4:37
4. Primavera em Paris 5:26
5. Chegada 5:56
6. Bolero à Chamonix 5:40
7. To my Brother Sonny 7:16
8. Night in Bangalore 5:21

Ficha técnica do album
Raul de Souza, trombone e saxofone
Glauco Sölter, baixo elétrico
Mauro Martins, bateria
Leo Montana, piano
Alex Correa, piano
Técnico de Som: Nicolas Falque
Mixagem: Fred Teixeira e Álvaro Ramos Sala Gramofone, Curitiba (BRA)
Masterização: Homero Lotito Reference Studio, São Paulo (BRA)
Fotografia: Emmanuelle Nemoz Anatholie Music Photography
Projeto Gráfico: Alexandre Calderero
Tradução: Gabriela Maloucaze
Produção Executiva: Yolaine de Souza, Yvan Baumgartner e Wagner Merije
Direção Artística: Glauco Sölter e Wagner Merije
Label: Selo Sesc (Dec, 2018)
Website: www.rauldesouza.net

Mobinho na Aquarela

 

MVMOB_logo FINAL alta

 

Logo logo teremos novidades para toda a Família do Mobinho.

Enquanto isso, visite nossa rede e comunidade virtual:  www.mvmob.com.br

Raul de Souza no som da Aquarela Brasileira

 

Raul de Souza tocando

Foto: Felipe Godoi
Foto: Felipe Godoi

Raul de Souza black braços levantados

Raul é uma entidade musical. Reconhecido em todo o mundo como um dos maiores trombonistas de todos os tempos, já gravou e tocou com os maiores nomes da Bossa Nova, do Jazz, da MPB, do Soul, do Rock. Instrumentista, compositor, arranjador, completa 65 anos de carreira em plena forma, cada vez melhor e mais inspirado.

Ao vivo, essa lenda é um show inesquecível! Escolhido pela imprensa brasileira e americana como um dos grandes nomes vivos da música de todos os tempos.

Temos datas disponíveis para shows na Europa  e USA.

Confira vídeos e imagens no site www.rauldesouza.net

 

Contatos – EUROPE / USA

email : faleaquarela@gmail.com

Mobile/Whatsapp : + 351 910 227 677

Mobile/Whatsapp : + 55 11 99821-1330

 

Sumo Tropical

sumo_suco-tropical-comida-bebidas-1298418

Aguarde!

É bom! É delícia!

Viagem a Minas Musical

Sinopse
Viagem a Minas Musical é uma apresentação poética-musical-cênica que leva o público em uma deliciosa viagem pelo estado de Minas Gerais, rico em tradições culturais, paisagens, sabores e prosa.
O roteiro é estruturado a partir de poemas do livro Viagem a Minas Gerais, de Wagner Merije (2013), entre outros, entrelaçado com canções de domínio público e de intérpretes e compositores como Clara Nunes, Milton Nascimento e o Clube da Esquina, Ary Barroso, Martinho da Vila, Caetano Veloso, Paulo Diniz, Wando e Ataulfo Alves.
O cenário recria uma cozinha de Minas, onde um poeta, uma cantora e um músico dão corda na prosa, na poesia e na música, enquanto vão apresentando parte da história de Minas e dos mineiros.
A proposta é que ao final da apresentação o público saia com a sensação de conhecer um pouquinho mais de Minas, mas com a certeza de que trata-se de um lugar incrível e ainda por ser descoberto por brasileiros e estrangeiros.
No elenco estão o poeta Wagner Merije, a cantora e atriz Tâmara David e o músico Matheus Nascimento.
A estreia ocorreu no Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

Fotos: Henrique Chendes

Apresentação
Com pão de queijo e rapadura no embornal, venha se aventurar com uma trupe de poetas, músicos e atores nesse lugar povoado de sanfonas e sinfonias, outonos e outroras, aonde um mundo se funda, onde o Rio Jequitinhonha deságua no Mar de Espanha, levando o vaqueiro Riobaldo a bordo de um barquinho de papel.
É uma viagem para dentro do Brasil, como disse Fernanda Montenegro, citada por Caetano Veloso na gravação de A terceira margem do rio, com Milton Nascimento: ”Eu vou ao sul do Brasil e me sinto em um lugar relativamente estrangeiro. Vou a Salvador e me sinto em um lugar bastante estrangeiro… Porque no sul do país parece que fui pra Europa, na Bahia parece que eu fui pra África… Mas quando eu vou a Minas, sinto que fui para dentro do Brasil”, declarou a grande dama do teatro brasileiro.
Minas Gerais, com sua imensidão cultural e geográfica, vem historicamente seduzindo poetas, artistas e viajantes de todo o planeta. Guimarães Rosa junto com Manuelzão fez o caminho que originou o “Grande Sertão: Veredas”. Manoel Bandeira, visitando o estado, produziu o “Guia de Ouro Preto”. Mário de Andrade com Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade e o suíço Blaise Cendrars, acompanhados de uma turma da Semana de Arte Moderna, andaram visitando as Gerais, linkando poetas mineiros com  o vasto mundo, oportunidade em que  conheceram Carlos Drummond de Andrade e seus amigos.
Minas é raiz, é tradição, é antiga, mas também moderna e pulsante, sem esquecer de tudo que o envolve o “ser mineiro”: ingênuo, hospitaleiro, desconfiado e feliz.
A inspiração vem dos espetáculos “Poeta, Moça e o Violão” (1973), com Vinícius de Moraes, Clara Nunes e Toquinho, e “Brasileiro, Profissão Esperança” (1974), de Paulo Pontes, interpretado em duas montagens diferentes por Paulo Gracindo e Clara Nunes, Ítalo Rossi e Maria Bethania.

Fotos: Daniel Quintela

 

Duração
90 minutos

 

Contatos para apresentações
Aquarela Brasileira
www.aquarelabrasileira.com.br
faleaquarela@gmail.com
(11) 99821-1330

Rede Social: www.facebook.com/viagemaminasmusical

 

Elenco
Wagner Merije é poeta, compositor, jornalista, roteirista, diretor e curador. Mineiro do mundo, tem trabalhos lançados no Brasil e no exterior e alguns prêmios no currículo. Publicou os livros Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Viagem a Minas Gerais (2013), Torpedos (2012), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013, e Turnê do Encantamento (2009), lançados em alguns dos principais eventos literários do país. Sua escrita também está em antologias e em outras mídias. Trabalhou para jornais, revistas, TVs e rádios no Brasil e no exterior, tais como Folha de São Paulo/Ilustrada, O Tempo, TV Minas, TV Sesc, Rádio Inconfidência, dentre outros veículos. Criou e coordena o projeto MVMob – Minha Vida Mobile, que capacita estudantes e educadores para a apropriação criativa dos celulares. Tem músicas em discos, filmes, séries e programas de TV. Recebeu os prêmios Sesc Sated (2003), Prêmio Tim da Música Brasileira (2005), Rumos Itaú Cultural (2008), Inovação Educativa Fundação Telefônica – OEI (2011), Prêmio da Música Brasileira (2013)­­­­. Em 2014 foi homenageado pelo Salão Nacional de Poesia Psiu Poético. É de BH, já morou em Londres e desde 2005 habita SP. Mantém o site www.merije.com.br

Tâmara David é atriz, cantora e produtora cultural. Participou de diversos grupos como Teatro Negro e Atitude, Enxadário e Sambaê, onde iniciou o estudo da voz e da percussão através da pesquisa da música de domínio público, como o samba de roda do recôncavo baiano, afoxés, música popular e afro-brasileira. Mineira de Belo Horizonte, radicada em São Paulo, integrou o grupo Ilú Obá De Min de 2007 a 2016, e como coordenadora realizou junto ao grupo preparação vocal e estudo de que inclui cantigas em yorubá presentes na cultura dos terreiros de Candomblé. Também canta em grupos de música popular brasileira, como Prato Principal, Festa da Massa, Mbej-Lua de Encantarias, Samba Negras em Marcha e Tambores em Mim.

Matheus Nascimento começou estudar violão aos 7 anos de idade no sul de Minas, onde nasceu. Hoje, como 26, morando em São Paulo, participa de diversos grupos e acompanha sambistas da nova geração e também da velha guarda, como Zé Maria, Toinho Melodia, Ideval Anselmo, Carlão do Peruche, Embaixada do Samba , Wilson das Neves, entre outros. Dirige musicalmente o grupo Roberta Oliveira & O bando de Lá e participa dos projetos, Cantigas de Alem Mar, Prato Principal e Combo de Musica Brasileira Moacir Santos.

Viagem a Minas Gerais_ilustrações Rômulo Garcias

Ilustrações: Rômulo Garcias